Centro Cultural de Idiomas e Artes

Centro Cultural de Idiomas e Artes

Avenida Segismundo Pereira 1561
Uberlândia
38408 170

Entrem no menu ... E pesquise sobre nossa escola... SOBRE NÓS ... CURIOSIDADES etc...

Clicar e viajar...
+34.32315248
cia.cultural@yahoo.com.br

Volta as aulas dia 6 de fevereiro de 2018 (Terça- feira)

 

e-mail cia.cultural@yahoo.com.br

Venha pessoalmente nos conhecer .... E veja nossas novidades!!!! 

 

Editorial

23/04/2015 09:48
Como redigir um editorial?
Publicado em 30 de maio de 2010 por valeriaduarte
Padrão
O Que é: O editorial é um tipo de texto utilizado na imprensa, especialmente em jornais e revistas, que tem por objetivo informar, mas sem obrigação de ser neutro, indiferente.  Contudo, escrito em 3ª pessoa, com a predominância da Língua Padrão.
Então, a objetividade e imparcialidade não são características dessa tipologia textual, uma vez que o redator dispõe da opinião do jornal sobre o assunto narrado.
 
Logo, os acontecimentos são relatados sob a subjetividade do repórter, de modo que evidencie a posição da mídia, ou seja, do grupo que está por trás do canal de comunicação, uma vez que os editoriais não são assinados por ninguém.
Assim, podemos dizer que o editorial é um texto mais opinativo do que informativo.
 
O editorial possui um fato e uma opinião. O fato informa o que aconteceu e a opinião transmite a interpretação do que aconteceu.
 
Para estruturar um editorial:
-> 1º parágrafo:  A informação. Apresenta-se o fato, a notícia. Apontam-se dados reais e o que estimulou o redator ao editorial.
 
-> 2º parágrafo: Introduz-se a opinião do autor a respeito da informação dada.
Inicia-se a argumentação que compreenderá dois ou três parágrafos subsequentes.
 
E agora? O que argumentar? Como argumentar?
 
Os parágrafos que organizam o desenvolvimento do texto devem apresentar:
 
Exemplos e justificativas para o autor mostrar-se favorável ou contrário à introdução do texto (movimento de retomada coesiva ao 1º parágrafo).
Causas e consequências do fato apresentado.
 
-> Possíveis citações de opiniões que ratificam a do autor ou de dados que o façam (“Conforme editado em…” / “Segundo…” / “De acordo com…”)
 
-> Durante a argumentação de um editorial, é permitido e interessandte que o autor demonstre ironia e humor diante do assunto discutido.
 
Conclusão
Há dois tipos de conclusão de um texto argumentativo:
 
1)    Conclusão em forma de síntese:  O autor resume a ideia central do textom retomando o primeiro parágrafo.
 
2)    Conclusão proposta: O autor apresenta sugestões para aquilo que abordou como problema referente à informação dada na introdução,ao longo do desenvolvimento do texto ou o autor apresenta sugestões para se manter a situação, caso, ao longo do desenvolvimento, tenha sido favorável à informação dada na introdução.
 
Conjunções, Locuções Conjuntivas e Pronomes que ligarão um parágrafo a outro:
a)     entretanto, porém, mas, todavia (em caso de introduzir uma ideia contrária ao que foi dito anteriormente)
 
b)     Sendo assim, com isso, isso prova que (em caso de endossar argumentos anteriores)
 
c)     Logo, portanto,  por conseguinte, então, sendo assim( introduzem ideias conclusivas sobre os argumentos apresentados)
 
Algumas expressões utilizadas em textos argumentativos para iniciarem opiniões:
“Na verdade…”, “É indubitável que…”, “É imprescindível que…” , “Consequentemente…”, “Os fatos se comprovam através de…”, “Muito se diz a respeito de…”, “A sequência de ….” .
 
IMPORTANTÍSSIMO PARA REDIGIR UM BOM TEXTO E ALCANÇAR A NOTA DESEJADA NO VESTIBULAR:
-> LEIA atentamente o ENUNCIADO da banca;
 
-> SUBLINHE as palavras-chave e, ao lado do texto do enunciado, ESCREVA com suas palavras o que entendeu. Depois disso, perceba a relação entre os textos, geralmente, apresentados na coletânea da prova, para que você identifique qual é o tema.